Telegram ou WhatsApp, qual se preocupa mais com Privacidade?


📅

Resposta rápida: Telegram!

Essa semana o MacMagazine e AppleInsider publicaram uma matéria bastante relevante quando precisamos escolher um app de mensagem e levamos em consideração a privacidade.

Documento do FBI sobre compartilhamento de dados dos apps de mensagem
https://s3.documentcloud.org/documents/21114562/jan-2021-fbi-infographic-re-lawful-access-to-secure-messaging-apps-data.pdf

O documento acima, datado 7 de Janeiro de 2021 traz informações consolidadas do compartilhamento de dados dos mensageiros com o FBI.

A matéria original diz: Documento do FBI diz que os federais podem obter seus dados do WhatsApp — em tempo real, Rolling Stones (inglês) e isso é preocupante.

Embora haja mais apps no documento, e o iMessage é outro que compartilha muitos dados, quero trazer à tona somente os grandes rivais, WhatsApp e Telegram.

WhatsApp

A quantidade de informações que pode ser obtida pelo FBI é muito preocupante.

O WhatsApp pode entregar ao FBI tanto dados da lista de contatos do usuário quanto de outros usuários que tenham o número do investigado salvo.

Mas, não para por aí, o aplicativo é o único que pode fornecer dados para o órgão americano quase que em tempo real.

As agências podem capturar a origem e o destino de cada mensagem a cada 15 minutos, produzindo relatórios com metadados do usuário.

Outra brecha do WhatsApp está relacionada à criptografia do iCloud. Como o app não usa um sistema de armazenamento na nuvem próprio, caso o usuário use um iPhone e faça backup do app no serviço da Apple, o conteúdo da mensagem pode ser obtido por esse meio.

Vale ressaltar a data do documento. O WhatsApp implementou criptografia de ponta a ponta para backups feitos no iCloud ou no Google Drive recentemente, o que pode limitar a obtenção de dados através desses serviços de nuvem. Mas, para que isso funcione, como o próprio WhatsApp recomenda, o Backup do iCloud deve ser desativado em todo o dispositivo.

Telegram

Quando falamos do Telegram, fica mais fácil defender, algumas matérias falam por si:

Essas matérias só sobre chave de criptografia, mas aqui no Brasil já procuram meios de regular, censurar, controlar, até mesmo banir o app, justamente por motivos semelhantes.

O Telegram se popularizou muito, e rápido, e como o mundo não é feito só de gente boa, a popularização trouxe gente ruim também e não estou falando das tias do zap. brincadeira 😛

Impossível afirmar, mas na minha opinião, o Deputado Orlando Silva (Partido Comunista do Brasil) quer implantar o princípio da vigilância. Um PL pode banir o app no Brasil e as exigências contrariam especialistas.

O Telegram já está com um histórico longo de países que querem bani-lo (ou já baniram) por não compartilhar dados de usuários, e isso já o coloca no topo do ranking de mensageiro que garante a privacidade.

O que sabemos sobre o Projeto de Lei (PL)

Projeto das fake news na Câmara pode levar ao bloqueio do Telegram no Brasil
Texto determina que os provedores tenham representante legal no Brasil, o que não acontece com o aplicativo

Perguntas Comuns

Mas o Telegram não tem criptografia de ponta-a-ponta que o WhatsApp tem, né?
Errado. Embora não ofereça isso de imediato, o Telegram tem criptografia de ponta-a-ponta (E2E) sim, e é o chamado Chat Secreto.

Se a criptografia não está habilitada, todos podem ver minhas conversas?
– Não. O Telegram possui criptografia cliente > servidor. Isso quer dizer que a mensagem que você envia para outro contato é criptografada até o servidor, descriptografada, criptografada novamente e enviada ao destinatário. Anualmente o Telegram faz testes de seguranças em seu servidores pagando milhares de dólares para quem conseguir quebrar a segurança do app e do servidor. Ninguém conseguiu até hoje.

Para mais dúvidas: https://telegram.org/faq

Podcast

Se você quiser saber mais sobre o Telegram e o WhatsApp, escute os episódios do PodApps em que detalhamos mais sobre os apps e seus benefícios/malefícios.