Veja quanto de dados a menos a Apple coleta de você comparado ao Google e outras empresas


📅

Das gigantes de tecnologia (Big Techs), se pensarmos em privacidade, não há o que se discutir, a Apple possui um impulso muito maior pela privacidade, defendendo que este é um “direito humano fundamental”.

Diferente da maioria das outras empresas Big Tech, a Apple diz que não é uma empresa impulsionada por anúncios, isso significa que não precisa coletar seus dados para vender produtos. Agora, um novo estudo mostra que, de fato, a Apple é a empresa que coleta menos dados em comparação com outras empresas.

De acordo com a análise da StockApps, das cinco principais empresas digitais, isto é, Google, Twitter, Apple, Amazon e Facebook, o Google coleta mais dados sobre seus usuários.

Embora o Google colete 39(!) pontos de dados para cada usuário, a Apple coleta apenas 12. O que é impressionante aqui é que a análise da StockApp mostra que o Facebook acumula apenas dois pontos a mais do que a Apple. A explicação dada é:

O Twitter e o Facebook salvam mais informações do que precisam. No entanto, com o Facebook, a maioria dos dados que eles armazenam são informações que os usuários inserem.

De acordo com o estudo, a Apple armazena apenas as informações necessárias para manter as contas dos usuários.

A Apple está um degrau acima da Amazon na proteção da privacidade do usuário. É a empresa mais preocupada com a privacidade do mercado. A Apple armazena apenas as informações necessárias para manter as contas dos usuários. Isso ocorre porque o site deles não é tão dependente da receita de publicidade quanto o Google, Twitter e Facebook.

A StockApp diz que “cada uma dessas empresas de dados se concentra em uma categoria específica de dados e não na quantidade de dados. O Google coleta mais tipos diferentes de informações para usuários individuais. A empresa confia nesses dados para publicidade direcionada, em vez de depender de rastreadores de terceiros.”

O estudo recomenda o uso de aplicativos que possam ajudar a proteger seus dados, como o navegador Brave, DuckDuckGo, Firefox e/ou Safari em vez do Google Chrome. Uma das maiores preocupações, de acordo com a StockApp, é que o Google “mantenha os locais específicos dos usuários”, dizendo que é uma “grande preocupação”.

Devido à sua importância em vincular os perfis on-line e off-line dos consumidores, os dados de localização são um tópico muito debatido na privacidade de dados.